Antenas Ligadas

Relendo minha apostila do curso de Criação em Moda, decidi compartilhar apenas um pedacinho das coisas maravilhosas que aprendi por lá. E uma delas é que temos que estar sempre com as antenas ligadas, não só no mundo da moda, mas na economia, politica, religião, enfim em tudo. Porque de certa forma tudo vai se encaixar e influenciar lá na frente a moda que tanto amamos, estudamos e apreciamos.

1. Uma viagem a Paris pode não ajudar, uma revista pode não mostrar nada de novo, todo esforço em entender a Moda pode não ser servir de nada se suas “antenas” não estiverem funcionando bem;

2. “Antenas” potentes que consigam as mil e uma mudanças por minutos;

3. Que façam você entender o novo ciclo da Moda, menos aprisionado em seu próprio mundinho e muito mais relacionado com tudo em volta e com a variedade de estilos;

4. “Antenas” que ajude você a conseguir relacionar os acontecimentos do Mundo e as mudanças da Moda;

5. “Antenas” que deixem você em sintonia com os Estilistas e com os temas de suas criações;

6. “Antenas” que despertem sua criatividade e acabe com a vontade de copiar simplesmente;

7. Recebendo e decodificando as informações estamos nos sintonizando com o resto do mundo e ampliando nosso repertório;

8. O repertório: esse conjunto de informações diversas que acumulamos por toda a vida é essencial para a formação de um novo Estilista;

9. Devemos sempre perguntar antes do inicio de uma Pesquisa em Moda, o quanto estamos atualizados com as Artes: o Cinema, a Música, o Teatro, as Artes Plásticas e todas as outras manifestações culturais;

10. Quanto maior o nosso repertório, maior o número de conexões que conseguimos fazer;

Esses 10 itens da apostila do SENAC/SJC sobre ANTENAS LIGADAS, mostram o quão importante é estarmos ligados em tudo e não nos fecharmos para o nosso mundinho que consideramos da moda.

É necessário ler/saber mais sobre o que acontece no cinema, na música, teatro e afins, é cool estar ligado no que será tendência no inverno/verão Europeu (em seguida engolirmos garganta abaixo o que nos impõem a usar), mas aos poucos tomo consciência que importante mesmo é por exemplo valorizar o trabalho maravilhoso das rendeiras na região nordeste do Brasil. Acho desnecessário fazer exibicionismo do seu vestido de renda francesa, sendo que no seu país o mesmo produto se excede em qualidade.

 

Ops dei uma fugidinha do tema proposto, mas já voltei… hehe

 

11. Um grande exemplo da relação da Moda com diversas expressões culturais é a loja COLETTE em Paris; (o Brasil precisa de lugares como esse)

 

COLLETE

 


A loja está dentro de um conceito de Concept Store onde os produtos de Moda são vendidos juntos aos livros, discos, revistas, novos conceitos de objetos desde os de decoração aos eletrônicos. Interessa é o “espírito” da loja: se o momento pede “preto e branco” o mix de produtos recorrerá ao tema, se for “multicolorido” você encontrará das roupas aos objetos a variedade de cores em destaque.



Existente desde 1997 e criada por Colette Roussaux e Sarah Lerfel, sua filha, na Rue Saint-Honoré, Paris, Colette é uma concept store “styledesignartfood” que visiona atingir um público jovem, sedento de novidades, e surpresas.


 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Deixe um comentário